Sindicouros
Noticias

Pecém: Porto ultrapassa oito milhões de toneladas transportadas em 2014

A movimentação de mercadorias, através do Porto do Pecém, registrou novo recorde nos doze meses de 2014, com 8,2 milhões de toneladas (t) contra 6,3 milhões transportadas em 2013, o que representa uma variação positiva de 31%, segundo informações da Companhia de Integração Portuária do Ceará (Cearáportos), divulgadas, ontem. Durante esse período, 475 navios operaram no terminal portuário de São Gonçalo do Amarante, com destaque para os granéis sólidos, que registraram incremento de 87%, movimentando 3,5 milhões de toneladas. As exportações cresceram 13%, enquanto as importações contribuíram com elevação de 36%.

Nos últimos seis anos, de 2009 a 2014, o crescimento na movimentação de mercadorias pelo Pecém foi constante, saindo de dois milhões em 2009 para 8,2 milhões no ano passado. Na movimentação de longo curso os principais produtos exportados foram os combustíveis minerais, os minérios e as frutas, enquanto nas importações os destaques ficaram com os combustíveis minerais, os produtos siderúrgicos e os clinkers (cimentos não pulverizados). Já na cabotagem, os destaques foram combustíveis minerais, clínkers e máquinas e materiais elétricos nas exportações, combustíveis minerais, produtos siderúrgicos e cereais nas importações.

RANKING

Conforme a Cearáportos, as frutas que registraram maior movimentação foram o melão (92 mil t), manga (35 mil t), melancia (16) e castanha de caju, com dez mil toneladas exportadas, com origem no Rio Grande do Norte (48%), Ceará (30%), Bahia (12%) e Pernambuco com 8%. Os principais destinos foram: Holanda, Grã-Bretanha, Estados Unidos e Espanha.

A companhia informa, ainda, que, no ranking de todos os portos brasileiros, segundo a Secretaria do Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio e Desenvolvimento (Secex), o porto cearense lidera a importação de clínkers (cimento não pulverizado), com participação de 35%, seguido pelos portos de Barcarena (PA), Mucuripe (CE), São Luís (MA) e Suape (PE). Nas importações de produtos siderúrgicos a liderança é do Porto de São Francisco do Sul, seguindo-se os portos do Pecém, Santos (SP) e Itajaí (SC).

Fonte: O Estado do Ceará



Voltar